dfasg

Menu
RSS

ESCOLA VICENTE FRANCISCO: Moradores do Operário são contra Escola Militar em unidade do bairro

 

Implantação que causa polêmica será tema de reunião nesta quinta-feira às 18 horas

 

Por Arão Leite
Alta Floresta/MT  - A implantação da Escola Militar no município de Alta Floresta continua indefinida. Nesta terça-feira aconteceu uma reunião envolvendo direção da Escola Vicente Francisco, representantes do Conselho Municipal de Educação, Sintep e pais de alunos. O primeiro objetivo na discussão, montar uma comissão e fortalecer o movimento que é contrário à instituição no prédio da instituição já instalada no bairro São José Operário.
A Escola Municipal Vicente Francisco, que atende desde educação infantil até o 9º ano do Ensino Fundamental há muitos anos está instalada no bairro Operário, atendendo alunos não apenas do local, mas ainda do bairro Santa Maria e algumas comunidades rurais próximas. Com a implantação da Escola Militar os estudantes terão que, ou serem remanejados para outras instituições de ensino ou se quiserem permanecer no mesmo prédio, fazer um teste seletivo para ganharem o direito da inserção na nova unidade. Essa é uma realidade que os pais não aceitam também.
Na terça-feira, em reunião envolvendo pais, direção e alguns segmentos, a imprensa não pode participar, mas informalmente, o diretor da Escola Vicente Francisco, Osias Pêgo comentou o assunto e salientou que a situação é muito delicada. De acordo com ele, o município, em acordo com uma comissão da capital do estado, visitou a escola no final do ano, tomou a decisão e já anunciou que a Escola Militar seria implantada na estrutura da Escola Vicente Francisco. “Como se alguém chegasse em sua casa, olhasse e depois já falasse que iria morar lá”, comparou o diretor em conversa extraoficial.
Eloi Crestani é vereador e morador do bairro, com filho na Escola Vicente Francisco. “Sou a favor com certeza da Escola Militar, mas não aqui na Escola Vicente Francisco. E se um projeto para que a Escola Militar for aqui, já diantou que votarei contra”, revelou.
O Conselho Municipal de Educação também se posiciona contrário. O assunto seguirá debatido nesta quinta-feira a partir das 18 horas.

voltar ao topo
  • faleconosco
    (66) 3521-3830
  • O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
  • Rua Ivandelina Rosa Nazário, s/n, Setor Industrial, Alta Floresta/MT - 78580-000.
Jcidade.com.br© 2007-2013. Todos os direitos reservados. dablio